BLOG

11 de dezembro de 2017
|

Mobile commerce: o que uma versão responsiva da sua loja deve ter?

Mobile commerce: o que uma versão responsiva da sua loja deve ter?

Você já ouviu falar em versão mobile de lojas virtuais? Provavelmente sim. Basicamente, essa é a forma como as pessoas compram pela internet, por meio de dispositivos móveis, como smartphones e tablets.

O consumidor está a cada dia mais conectado e utiliza esses dispositivos para quase tudo: pesquisas, compras, pagamento de contas, aplicativos de mensagens etc. O número de usuários é surpreendente: até o ano de 2020, 6,6 bilhões de pessoas terão um smartphone, cerca de 70% da população mundial.

Atualmente, esses dispositivos já são responsáveis por grande parte das vendas. Por isso, a versão mobile é essencial para quem tem loja virtual. Quer entender melhor o porquê e saber o que sua loja virtual deve ter? Continue a leitura!

Qual é a importância da versão mobile de lojas virtuais?

O Brasil é um dos países com maior crescimento no uso de aparelhos móveis. De acordo com estudos da Fundação Getulio Vargas (FGV), existem atualmente mais de 198 milhões de dispositivos móveis conectados à internet. Espera-se, porém, que esse número suba para 236 milhões nos próximos dois anos — ou seja, haverá cerca de 1 aparelho por habitante. Impressionante, não é mesmo?

Esse crescimento, aliado à mudança no comportamento dos consumidores, fez com que os lojistas virtuais se adaptassem, tornando fundamental ter um e-commerce mobile. Entretanto, para que a loja tenha acessos e vendas por meio dessa modalidade, alguns aspectos devem ser observados.

Preparamos, a seguir, uma lista do que sua loja virtual precisa ter para ter sucesso na versão mobile. Confira!

1. Responsividade

Quando falamos em versão mobile de lojas virtuais, não podemos esquecer da responsividade. Um site responsivo é aquele que se adapta à qualquer tipo e tamanho de tela. Com esse modelo, cria-se um layout para desktop que é adaptado para telas menores, mostrando só o necessário.

Essa estratégia não requer muito investimento inicial. Quando você solicita um layout para uma agência, por exemplo, basta pedir por uma versão responsiva. Além disso, lembre-se de verificar se a sua plataforma de e-commerce suporta esse tipo de layout.

2. Escaneabilidade

Você já acessou um site que parecia interessante mas logo saiu pois o texto parecia cansativo? Bom, infelizmente isso acontece bastante. Provavelmente o que falta em sites como assim é escaneabilidade.

Esse termo identifica a capacidade que um site tem de facilitar a leitura do internauta. Ou seja, quando o leitor consegue compreender rapidamente o conteúdo, esse site tem uma boa escaneabilidade.

Apesar de ser mais conhecida pelos redatores e jornalistas, essa técnica também é aplicada no e-commerce. Afinal, ao simplificar a assimilação de conteúdo, torna-se mais fácil converter o visitante em cliente.

Ao aplicar os conceitos de escaneabilidade em sua loja, ela ficará mais dinâmica e atrativa. Existem diversas técnicas para usar em seu e-commerce, mas você pode começar com algumas mais simples: evitando textos corridos e muito longos, usando imagens de boa qualidade para prender a atenção, listas para instigar a curiosidade e negrito para destacar informações importantes, por exemplo.

3. Intuitividade

Uma loja virtual precisa ser intuitiva, ou seja, ter uma interface de fácil navegação. As informações devem ser claras e bem visíveis, garantindo que o cliente consiga navegar sem impedimentos.

Esse ponto é ainda mais importante quando se trata da versão mobile de uma loja virtual. As telas menores devem fornecer apenas os elementos essenciais, que precisam ser planejados a fim de garantir uma navegação intuitiva de fato.

O layout é fundamental para garantir bons resultados. O menu, as categorias, os botões, o checkout etc. precisam ser desenhados pensando no usuário. Todas as ações devem ser previstas e testadas e as funções precisam operar perfeitamente. Um site intuitivo é sinônimo de mais acessos e mais conversões.

4. Usabilidade

A usabilidade está totalmente ligada à experiência do usuário, já que facilita a utilização de páginas na internet. O nível de usabilidade pode ser medido por meio de 5 fatores: aprendizagem, eficiência, memorabilidade, falhas operacionais e satisfação do usuário.

Essa técnica é indispensável para qualquer negócio digital, principalmente se tratando de uma versão mobile de lojas virtuais. Isso porque, se o site é fácil de usar, os usuários permanecem mais tempo nele. Além disso, se o usuário não ficar confuso e se perder durante a navegação, as chances de que ele volte a comprar no seu e-commerce são maiores.

Lembre-se de que, com tantas lojas disponíveis, o usuário não pensará duas vezes antes de abandonar o seu site caso encontre alguma dificuldade. Por isso, investir em usabilidade é essencial. Usar e melhorar essa técnica em seu e-commerce resultará no aumento das taxas de clique e conversão, além de melhorar a experiência do usuário.

Usabilidade e utilidade andam lado a lado e são extremamente importantes na hora de determinar se um site é relevante ou não para o usuário. Afinal, além de fácil de usar, o site precisa ser útil para o consumidor.

5. Melhor experiência de compra

Além das dicas que mencionamos anteriormente, existem outros pontos que devem ser considerados para oferecer a melhor experiência de compra para o usuário. Uma delas é a velocidade da conexão da plataforma mobile, que é inferior à do desktop — por isso, a dica é investir em um site leve.

Outro fator que deve ser considerado é o touchscreen. A principal interação do usuário com os dispositivos móveis é o toque na tela. Por isso, certifique-se de que os botões e demais elementos da interface do seu site ofereçam a melhor experiência possível para o potencial cliente.

O cadastro social também é uma opção interessante, afinal, ajuda muito o usuário que acessa a loja virtual por meio de um aparelho móvel. Esse é aquele tipo de cadastro por meio do qual o login pode ser vinculado às redes sociais, como Facebook, Twitter ou e-mail. Assim, as chances de o usuário finalizar a compra só aumentam.

Outra dica para aumentar as conversões é investir em sistemas de checkout com apenas um clique. Dessa forma, você ajuda o consumidor e garante que ele não desistirá da compra.

Por fim, mas não menos importante, devemos nos lembrar da segurança. Apesar de os dispositivos móveis nem sempre estarem conectados a redes completamente seguras, existem maneiras de mostrar que sua loja é confiável. Certificados digitais que informam que o e-commerce é seguro e faz uso de boas práticas de segurança de dados são um ótimo exemplo.

Gostou das dicas? Você conferiu, no post de hoje, algumas ideias para melhorar a versão mobile de lojas virtuais. Ficou com alguma dúvida ou quer saber mais sobre como otimizar qualquer negócio digital? Entre em contato conosco!

Amante da Tecnologia e criador de negócios digitais desde 2009, é
formado em Ciência da Computação desde 2013. É o fundador do Grupo
Codeby, que conta com com empresas como Codeby, Socialbuy, Testby, Shoplook e Orderfy, sempre focando na globalização das mesmas.



0 Comments


Venha nos contar sua opinião!

Leave a Reply

Posts relacionados